Páginas

quarta-feira, 24 de março de 2010

Convalescência

Desde ontem estou muito atrapalhada. É que Phebe passou por uma cirurgia ontem à tarde. Nada grave, apenas  aquele procedimento (que não guardo o nome) para esterilização. Trata-se de uma cirurgia bem delicada para fêmeas, pois todo o aparelho reprodutivo interno é removido.
Não pude ficar acompanhando, porque a clínica não permite, então passei a tarde toda feito barata tonta em casa. Sentava à máquina e já levantava, tentei blogar para me distrair mas a net estava uma m..., com o perdão da palavra e a ansiedade chegou ao ponto de já vê-la sem vida na mesa de cirurgia. Coisa de mãe.
Graças a Deus, tudo correu bem e à noitinha trouxemos nossa bebê para casa, ainda meio dopada.

Olhem ela aí, de roupinha cirúrgica e travesseiro velho da mãe pra consolar

Não queria nem água, tadinha, desanimada! Até que lhe ofereci uma canjinha (a veterinária liberou) e ela devorou. Claro que passou a noite no quarto e a mãe nem dormiu direito acordando a cada movimento dela.
Hoje pela manhã, acordou toda serelepe, querendo andar e ficar em pé nas patas traseiras e não me restou outra alternativa senão administrar-lhe o sedativo que foi indicado, pois é preciso repouso absoluto até a retirada dos pontos. Incrível como os animais não sentem dor, ai eu depois da cesariana!
O arsenal de remédios que ela trouxe pra casa



Enfim, foi um mal necessário, já que não pretendo que tenha filhotinhos e ela estava com cisto no ovário, assim prevenimos problemas futuros.

Desejem-me sorte com a convalescente!




12 comentários:

  1. Tudo vai ficar bem, tenho certeza.....
    Dê um grande beijo nela por mim.....
    bjs
    Sônia

    ResponderExcluir
  2. Entendo sua preocupação. Tenho um "cão-fio" chamado Kiko que está com 4 anos e alguns quilos acima do peso. É um vira-latinha que me conquistou com um simples olhar! Morro um pouquinho a cada problema que surge, mas adoro ver aquele rabinho balançando quando me vê! Phebe vai ficar bem porque já tem o que mais precisa: seu amor e sua atenção!
    Saúde e vida longa para vocês!
    Bom dia, Flor do Dia!
    Arlene.

    ResponderExcluir
  3. OI,

    Tô aqui encapetada pra fazer minhas etiquetas tbém..já comprei o papel e agora a guerra vai começar aqui no PC, hehhehe....estava olhando tua bebê que é igualzinha a minha e tbém passou por isso...os primeiros dias é bem difícil mesmo pois a gente fica impotente e não sabe o que fazer, dá uma dó grande mas é melhor pro futuro delas....mais com carinho e dedicação, logo logo ela vai ser a serelepe de sempre...essas yorks são tudo de bom, super carinhosas...eu amoooooooooo.
    bjus

    ResponderExcluir
  4. Olá Tania!

    Melhoras pra sua filhotinha e muita paz pro seu coraçãozinho de mãe, tá?
    Um bj gde
    Wanessa (Murikinhas)

    ResponderExcluir
  5. Oi Tania, desculpa não te responder logo, mas só agora sobrou um tempinho. O porta bijus vendo por 35,00 mais o Pac.
    Olha tua cadelinha vai ficar boa, passei por isso tudo com a Peposa. é dificil ver elas assim tão frageis, mas passa logo,. Bjs

    ResponderExcluir
  6. Tadinha...nem posso pensar...mas ja que tinha cisto nos ovarios......tadinh.
    Beijim pra ela.
    Deusa
    vasinhos coloridos

    ResponderExcluir
  7. òhhh, que coisinha mais amada!Com certeza a castração para fêmeas é bem mais complicado e exige cuidados!Mas eles (especialmente os yorks) estão sempre ligados no 220, hehe!Falo pq tb tenho um (tem fotinho dele no meu blog!) e não sei expressar o que sinto em palavras, tamanho o meu amor por essa criaturinha...Melhoras para essa pitoquinha!!Bjss

    ResponderExcluir
  8. Sabe que minha cadela precisa fazer essa cirurgia, mas não tenho coragem!
    Depois de ver a Phebe assim, que não tenho coragem de jeito nenhum!

    Beijoca.

    ResponderExcluir
  9. Oi, Tânia, que felicidade você me deu com tanto carinho!!! adorei seu blog e depois vou explorá-lo mais.
    Tânia, como estes animais mexem conosco, não? Mas ainda bem que está tudo bem agora. Eu tenho uma gata e uma cã e não vivo sem elas!!!
    Beijão e um lindo dia!!!
    Ahhh, você já entrou no sorteio do blog? Se não, corre que tá mará!!!
    Beijão
    Vero

    ResponderExcluir
  10. Eles setem dor, mais o instinto de sobrevivência é maior. Eu tive uma miniatura que infelizmente morreu de leucemia, ele estava tao fraquinho que nem conseguia levantar pra comer. Mais se eu saísse de perto dele pra ir ao banheiro por exemplo, ele arrumava força sei la de onde para ir atras.

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para mim